Compressor portátil de alta pressão para ar respirável Alkin W-32-Mariner

Código: AKC3029

Compressor portátil de alta pressão para ar respirável; motor elétrico; refrigerado a ar; lubrificação à pressão; filtro de ar de admissão de alta eficiência; inter refrigerador entre estágios; pós refrigerador; elemento separador entre etapas; válvulas de segurança interpressão; separador final de água/óleo; válvula de segurança de pressão final; válvula de manutenção de pressão; válvula de não retorno; válvula de saída de ar; manômetro de pressão final, válvula de segurança de pressão do óleo; contador de tempo de funcionamento, sistema de proteção do motor elétrico (instalado). Sistema de carregamento: 01 conexão YOKE com mangueira para 200 Bar instalada; 01 conexão DIN com mangueira para 300 Bar instalada para cilindros de mascara autônomas (SBA); manômetro de pressão indicando a pressão do cilindro, compatível com os equipamentos utilizados com cilindros de mergulho e de respiração autônoma – mergulho e resgate.

 Descrição Técnica:

 A unidade compressora será em três (03) estágios, tipo alternativo recíproco, projetado para serviço contínuo a uma pressão de trabalho mínima de 300 Bar, com uma vazão de no mínimo 8,4 CFM (240LPM). O eixo de manivelas (girabrequim) do compressor deve ser do tipo pesado e suportado por rolamentos de esfera em cada extremidade. A lubrificação é obtida por meio de respingos controlados de óleo do carter, auxiliado por pressão induzida a partir do carter totalmente selado. O carter está conectado aos cilindros por tubulação de forma a manter uma pressão adequada no carter sem descarregar ar contaminado por óleo na atmosfera. O arranjo dos cilindros e pistões do compressor será uma configuração em “V” com pistões de dupla ação, balanceados, assegurando máxima eficiência na vazão de ar. A velocidade máxima admissível para este compressor é de 1500 RPM. Cada estágio de compressão estará protegido por uma válvula de segurança. Os cilindros devem contar com aletas de arrefecimento para dissipar o calor por meio do fluxo de ar proveniente do volante alertado. Cada estágio deve possuir sua própria serpentina de arrefecimento do ar, de forma a manter sua temperatura no máximo a 20º C acima da temperatura ambiente. O condensado do ar arrefecido deve ser coletado em separadores de umidade montados no compressor e conectado por tubulação a um sistema elétrico de drenagem, automatizado para operar em ciclos ajustáveis. Motor elétrico com 7,5 HP / 5,5 KW mínimo. Tensão 220 Volts – 60 Hz;

 Sistema de purificação de ar conforme NBR-12543/99 e CGA Grau E, com sistema de advertência para substituição do filtro, Filtro de admissão de ar de alta eficiência, purificador de três estágios de filtragem (secador, neutralizador e micro filtrador), descartável com capacidade de aproximadamente 90 m³;

Válvula de segurança de pressão entre estágios;

Válvula mantenedora de pressão; Válvula de saída de ar;

Válvula de retenção;

Pressostato regulável para pressão de serviço, com desligamento automático, Manômetro de pressão final;

Válvula de segurança de pressão do óleo; Proteção mecânica do motor e correia,

Sistema de carregamento de pressão com capacidade para enchimento de 01 (um) cilindro por vez. Composto por 2 (duas) mangueiras de no mínimo 1100 mm de comprimento (cada), sendo uma para conexão de cilindros de 200 BAR e outra para conexão de cilindros de 300 BAR, com suas respectivas conexões e adaptadores de rosca interna e externa;

Chassi montado sobre base rígida com estrutura de material anti-corrosivo, com tampas de fácil remoção, com elementos de fixação e amortecimento para absorver vibrações e acabamento com pintura eletrostática;

Válvula manual, capaz de regular a pressão de enchimento dos cilindros entre as pressões de 200 a 300bar; Para evitar acidentes o sistema deve possuir regulador de pressão duplo.

Peso máximo: 170 Kg;

Dimensões máximas: Comprimento 1,15 x Largura 0,54 x Altura 0,71 metros

Compressor portátil de alta pressão para ar respirável; motor elétrico; refrigerado a ar; lubrificação à pressão; filtro de ar de admissão de alta eficiência; inter refrigerador entre estágios; pós refrigerador; elemento separador entre etapas; válvulas de segurança interpressão; separador final de água/óleo; válvula de segurança de pressão final; válvula de manutenção de pressão; válvula de não retorno; válvula de saída de ar; manômetro de pressão final, válvula de segurança de pressão do óleo; contador de tempo de funcionamento, sistema de proteção do motor elétrico (instalado). Sistema de carregamento: 01 conexão YOKE com mangueira para 200 Bar instalada; 01 conexão DIN com mangueira para 300 Bar instalada para cilindros de mascara autônomas (SBA); manômetro de pressão indicando a pressão do cilindro, compatível com os equipamentos utilizados com cilindros de mergulho e de respiração autônoma – mergulho e resgate.

 Descrição Técnica:

 A unidade compressora será em três (03) estágios, tipo alternativo recíproco, projetado para serviço contínuo a uma pressão de trabalho mínima de 300 Bar, com uma vazão de no mínimo 8,4 CFM (240LPM). O eixo de manivelas (girabrequim) do compressor deve ser do tipo pesado e suportado por rolamentos de esfera em cada extremidade. A lubrificação é obtida por meio de respingos controlados de óleo do carter, auxiliado por pressão induzida a partir do carter totalmente selado. O carter está conectado aos cilindros por tubulação de forma a manter uma pressão adequada no carter sem descarregar ar contaminado por óleo na atmosfera. O arranjo dos cilindros e pistões do compressor será uma configuração em “V” com pistões de dupla ação, balanceados, assegurando máxima eficiência na vazão de ar. A velocidade máxima admissível para este compressor é de 1500 RPM. Cada estágio de compressão estará protegido por uma válvula de segurança. Os cilindros devem contar com aletas de arrefecimento para dissipar o calor por meio do fluxo de ar proveniente do volante alertado. Cada estágio deve possuir sua própria serpentina de arrefecimento do ar, de forma a manter sua temperatura no máximo a 20º C acima da temperatura ambiente. O condensado do ar arrefecido deve ser coletado em separadores de umidade montados no compressor e conectado por tubulação a um sistema elétrico de drenagem, automatizado para operar em ciclos ajustáveis. Motor elétrico com 7,5 HP / 5,5 KW mínimo. Tensão 220 Volts – 60 Hz;

 Sistema de purificação de ar conforme NBR-12543/99 e CGA Grau E, com sistema de advertência para substituição do filtro, Filtro de admissão de ar de alta eficiência, purificador de três estágios de filtragem (secador, neutralizador e micro filtrador), descartável com capacidade de aproximadamente 90 m³;

Válvula de segurança de pressão entre estágios;

Válvula mantenedora de pressão; Válvula de saída de ar;

Válvula de retenção;

Pressostato regulável para pressão de serviço, com desligamento automático, Manômetro de pressão final;

Válvula de segurança de pressão do óleo; Proteção mecânica do motor e correia,

Sistema de carregamento de pressão com capacidade para enchimento de 01 (um) cilindro por vez. Composto por 2 (duas) mangueiras de no mínimo 1100 mm de comprimento (cada), sendo uma para conexão de cilindros de 200 BAR e outra para conexão de cilindros de 300 BAR, com suas respectivas conexões e adaptadores de rosca interna e externa;

Chassi montado sobre base rígida com estrutura de material anti-corrosivo, com tampas de fácil remoção, com elementos de fixação e amortecimento para absorver vibrações e acabamento com pintura eletrostática;

Válvula manual, capaz de regular a pressão de enchimento dos cilindros entre as pressões de 200 a 300bar; Para evitar acidentes o sistema deve possuir regulador de pressão duplo.

Peso máximo: 170 Kg;

Dimensões máximas: Comprimento 1,15 x Largura 0,54 x Altura 0,71 metros